Kinesio Taping é uma técnica de bandagem funcional com propriedades elásticas, desenvolvida na década de 70, no Japão, pelo quiropraxista Kenzo Kase. É realizada através do uso de fita de Kinesio (Kinesio Tape), fabricada em algodão com até 140% de elasticidade, que dispõe de cola sem látex para fixar na pele (evitando obstruções), resistente à água ou transpiração e não possui remédios em sua composição, pois quando aplicada na pele, ocasiona estímulos mecânicos e sensoriais.

Para que as bandagens sejam aplicadas de forma correta, a técnica (Kinesio Taping) deve ser realizada por profissionais especializados, somente assim pode-se esperar bons resultados com a utilização das bandagens.

Os objetivos principais do uso são facilitar e acelerar processos de regeneração tecidular, pois auxilia na habilitação ou reabilitação das ações motoras de músculos, tendões, articulações e ligamentos, sem limitar o movimento, promovendo o funcionamento natural das estruturas.

A técnica de Kinesio Taping tem sido muito utilizada por fisioterapeutas, a aplicação ocorre em 5 sistemas fisiológicos e em seus respectivos receptores, resultando em diferentes efeitos para cada sistema.

  • Sistema Tegumentar – Fita aplicada sempre sobre este sistema

  • Sistema Fascial

  • Sistema Muscular

  • Sistema Articular

  • Sistema Circulatório/Linfático

Assim como em qualquer outro procedimento fisioterapêutico, quando feita a correta avaliação do paciente e identificação da necessidade de uso da técnica, torna-se possível obter ótimos resultados em relação a dores e sintomas

Quais são os benefícios?

  • Alivia a dor;

  • Corrige a função muscular e sua função normal;

  • Permite diminuir a tensão muscular ou potencializar a sua ação;

  • Ativa e melhora a circulação sanguínea e linfática local;

  • Reduz e absorve mais rapidamente edemas ou hematomas;

  • Acelera processos cicatriciais e regenerativos tecidulares;

  • Mantém o normal funcionamento das estruturas músculo-esqueléticas, sem afetar ou restringir o seu movimento;

  • Diminui a tensão sobre as articulações afetadas;

  • Tem efeitos psicológicos, na pós-recuperação, dando segurança, estabilidade e conforto ao movimento;