Terapia ou Estética Ortomolecular

O conceito de ortomolecular vem da junção da palavra grega orthos, que quer dizer correto ou alinhado, com o termo molecular, que vem de molécula. Ou seja, aliado aos tratamentos de beleza, a estética ortomolecular compreende a necessidade do corpo humano de receber doses adequadas de determinados nutrientes para garantir o seu equilíbrio. A estética ortomolecular é uma alternativa de tratamento estético que não necessita a realização de cirurgias. Os procedimentos ajudam a estimular o rejuvenescimento da pele, além de equilibrar o organismo internamente, potencializando as suas funções biológicas.

O que é Estética Ortomolecular?

A terapia ortomolecular é um estudo que se baseia no terreno funcional do indivíduo, identificando os desequilíbrios bioquímicos para, então, corrigi-los. A estética ortomolecular, portanto, é a ciência que se utiliza dos chamados oligoelementos, que podem ser cremes, máscaras, loções e outros produtos feitos a partir de ingredientes naturais.

Objetivos da Estética Ortomolecular

O objetivo é tentar estabilizar ou neutralizar a ação dos radicais livres, que podem ser formados pela oxidação das células, devido ao estresse e a como a poluição. O corpo luta constantemente para reparar os danos causados pelos radicais livres, mas se este não estiver adequado, o problema tende a ficar complicado. Com isso, não é só a saúde física do corpo que é afetada, mas também a saúde emocional e a estética, sendo muitos desses impactos visíveis na pele.

Como usar?

após a ( diátese) análise adequada o organismo recebe os nutrientes que estimulam as reações químicas que auxiliam nos processos internos. Isso pode ser realizado por meio de eletroterapia, ao uso de cosméticos e outras terapias que se utilizam dos oligoelementos.